Contador da Fazenda Estadual de Santa Catarina ministra palestra no MBA Contabilidade Pública da FIPECAFI

Adriano de Souza Pereira, Contador da Fazenda Estadual da Secretaria de Estado da Fazenda de Santa Catarina, realizou palestra, em 27 de março de 2015, das 19 horas às 22 horas, sobre “Desafios dos Contadores do Setor Público no Processo de Convergência das Normas Brasileiras aos Padrões Internacionais no MBA Contabilidade Pública da FIPECAFI.

A Profa. Dra. Patrícia Siqueira Varela abriu o evento, fez a apresentação do palestrante e agradeceu a presença de alunos e convidados.

Os participantes puderam conhecer as iniciativas do Estado de Santa Catarina e trocar experiências em rico debate sobre Contabilidade do Setor Público.

Adriano de Souza Pereira destacou a importância do contador público desenvolver atuação na estratégia governamental e ter o desejo de informar para os diversos públicos. Pereira encantou os presentes com a disseminação de práticas do Estado de Santa Catarina como o Portal do Gestor Financeiro, que permite avaliação em tempo real (até mesmo em dispositivos móveis, como smartphones) das contas públicas e projetos do governo. Apresentou iniciativas como Relatórios Anuais (Balanço Geral do Estado) e resumo em uma única página das principais informações financeiras. E publicação resumida em inglês para oferecer informações também para investidores internacionais em projetos no Estado de Santa Catarina.

Pereira, que também é Conselheiro do CRCSC (Conselho Regional de Contabilidade de Santa Catarina), destacou que a contínua valorização da profissão virá com o contador deixando de realizar apenas tarefas operacionais para contar o que passou e passar a colaborar com informações estratégicas para garantir a sustentabilidade financeira das ações de governo (ajudar na elaboração de cenários, orientações, estatísticas e previsões).

O contador apresentou, também, o SIGEF (Sistema Integrado de Planejamento e Gestão Fiscal) do Estado de Santa Catarina que permite o acompanhamento físico e financeiro das ações de governo. “A convergência da contabilidade pública brasileira para as normas contábeis internacionais (IPSAS – International Public Sector Accounting Standards) é oportunidade para valorização profissional dos contadores, que devem contribuir para melhorar controles, sistemas, racionalização, desburocratizações e cuidar mais de informações estratégicas”, frisou.

“A base para a convergência contábil em Santa Catarina se baseou em equipe, sistemas e procedimentos”, apontou. O objetivo foi fomentar a sustentabilidade financeira das ações do governo evoluindo do descritivo para o prescritivo, automatizando processos e buscando propor alternativas dentro do planejamento e gestão fiscal.

“É cada vez mais importante organizar os dados, transformar em informações úteis por meio de indicadores para decisão dos gestores públicos”, concluiu.

A Profa. Dra. Patrícia Siqueira Varela agradeceu o entusiasmo de Adriano de Souza Pereira ao disseminar informações de referência na adoção das normas contábeis internacionais no setor público, enfatizando a importância dos contadores ganharem ainda mais relevância ao adotar instrumentos com foco na gestão do conhecimento.

 

Mais informações:

http://www.sef.sc.gov.br/transparencia

Transparência Móvel-SC

http://bit.ly/1FY5L8n

Prof. Dr. Carlos Alberto Pereira ministra aula inaugural do MBA Gestão Tributária

O Prof. Dr. Carlos Alberto Pereira, Coordenador do MBA Gestão Tributária e Diretor Administrativo-Financeiro da FIPECAFI, ministrou, em 17 de março de 2015, a partir das 19 horas, a aula inaugural da 19ª Turma do MBA de Gestão Tributária. Alunos e convidados lotaram o auditório da sede da FIPECAFI, em São Paulo (SP).

O Professor Carlos Alberto Pereira apresentou o cenário tributário em amplo processo de reformulação, a entrada definitiva na era digital e a integração de informações em todas as esferas no Brasil e exterior (ou seja, colaboração da inteligência fiscal entre países).

O cenário tributário se sofistica com o cruzamento de informações, ao mesmo tempo em que ocorre uma complexidade na legislação fiscal e carga tributária crescente. “São 46 normas por dia útil e excesso de obrigações acessórias, ficando o Brasil em primeiro lugar no ranking Tax Compliance”, frisou o Prof. Carlos Alberto Pereira, que também é coordenador do Núcleo de Estudos em Controladoria e Gestão Tributária (EAC-FEA-USP).

“O cenário do Sistema Tributário Brasileiro reforça o papel estratégico da gestão tributária das empresas”, argumenta.

O Prof. Carlos Alberto Pereira destacou a importância da interdisciplinaridade e integração de conhecimentos. “Uma gestão tributária eficaz requer conhecimentos jurídicos, econômicos, contábeis, administrativos e legais”, declarou. O desafio do Comitê Tributário é integrar os conhecimentos. “A área tributária é tão ampla e complexa que se não houver integração de conhecimentos – dentro de uma visão global do negócio – os riscos tributários podem comprometer a continuidade do empreendimento”, afirmou.

MBA Gestão Tributária – O MBA Gestão Tributária foi lançado em 2008 e tem entre seus diferenciais: a abordagem interdisciplinar, integrando conhecimentos contábeis, jurídicos, legais, fiscais, econômicos e gerenciais. Os conhecimentos teóricos e práticos são aplicados às decisões tributárias. Professores altamente qualificados, especializados e experientes. Aulas presenciais são muitas vezes com os próprios autores dos livros. O curso possibilita networking entre profissionais com diferentes formações e experiências em diversas áreas de atuação. São realizadas palestras e workshops sobre temas atuais e relevantes, material didático incluso, turmas regulares e simultâneas e o MBA Gestão Tributária da FIPECAFI é referência no mercado.

“Com base em abordagem interdisciplinar, o curso oferece aos participantes conhecimentos teóricos e práticos, oriundos das áreas contábil, jurídica, legal, fiscal, econômica e administrativa, necessários para a identificação de oportunidades e o desenvolvimento de estratégias que objetivem a otimização dos custos tributários, o aumento da competitividade e a melhoria dos resultados das empresas”, concluiu o Prof. Dr. Carlos Alberto Pereira.

 

Inscrições abertas para a Turma 20 do MBA Gestão Tributária– com início do curso previsto para maio de 2015

www.fipecafi.org.br

(11) 2184-2034 Fax (11) 2184-2001

Patrícia Ferreira

 

Confira os depoimentos coletados durante o evento “Avanços e Desafios da Regulação e Prática da Contabilidade Aplicada ao Setor Público em Padrões Internacionais”

Durante o evento “Avanços e Desafios da Regulação e Prática da Contabilidade Aplicada ao Setor Público em Padrões Internacionais”, que ocorreu no dia 03 de março de 2015, na Sede da FIPECAFI, coletamos alguns depoimentos de pessoas que assistiram a palestra.

Confira e fique por dentro de nossas palestras:

Ayres Moura, sócio da EY

“Uma convergência para os padrões internacionais de contabilidade não é meramente um assunto contábil. Isso envolve principalmente o desenvolvimento da parte de sistemas informatizados, como apresentado na palestra de Leonardo Silveira do Nascimento, Coordenador-Geral do Tesouro Nacional sobre Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação e também a parte do levantamento dos bens patrimoniais das entidades, sendo que muitos não são apresentados no balanço. Todos esses levantamentos demandam tempo, então acho que a coleta de informações e a informatização são requisitos fundamentais para essa implementação. A palestra agregou valor a minhas atividades, principalmente pelo esclarecimento do processo de conversão da contabilidade no Brasil com as normas internacionais.” (Ayres Moura, sócio da EY – Ernst & Young).

 

Meiri Mayumi Urashita, Especialista Contábil da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

“A capacitação continuada dos servidores será fator fundamental para o sucesso da convergência da contabilidade pública brasileira às Normas Internacionais de Contabilidade Pública. A contabilidade e a auditoria governamental são elementos essenciais para o efetivo controle social, de modo a facilitar o acompanhamento das políticas públicas, contribuindo para que essas ações se revertam em benefícios reais para o cidadão. Dessa forma o processo de convergência será fator vital para o processo de governança pública, evidenciando adequadamente a posição patrimonial dos entes. Os Padrões Internacionais de contabilidade pública são importantes e necessários para que todos possam compartilhar e comparar informações técnicas considerando-se os mesmos conceitos agregando maior qualidade. Para que a implementação seja realizada em curto prazo, as áreas de contabilidade e controle interno devem conduzir o processo de disseminação do conhecimento junto às unidades de planejamento, orçamento, finanças e patrimônio como forma de suporte aos novos procedimentos contábeis adotados, fortalecendo dessa forma a gestão pública. Para atingir a estrutura de contabilidade adequada, é necessária a reestruturação das áreas de contabilidade no setor público com a capacitação e especialização do quadro funcional. A palestra promovida pela FIPECAFI “Avanços e Desafios da Regulação e Prática da Contabilidade Aplicada ao Setor Público em Padrões Internacionais” com o palestrante Leonardo Silveira do Nascimento foi muito relevante para minhas atividades profissionais”. (Meiri Mayumi Urashita, Especialista Contábil da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo)”.

 

Roseli Souza, especialista de soluções da SAP do Brasil

“A SAP Brasil é responsável  pela implementação de sistemas tecnológicos de grande porte no setor privado. A adoção das normas contábeis internacionais no setor público deve trazer novas oportunidades para as empresas de tecnologia.  A FIPECAFI  proporcionou com o evento a oportunidade para um aprimoramento do conhecimento sobre o tema. A palestra do Sr. Leonardo Silveira do Nascimento, coordenador-geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação trouxe uma atualização e oportunidade de diálogo para que os especialistas em contabilidade da SAP implementem as normas dentro do sistema de empresas do setor público. Precisamos colocar toda “essa inteligência no sistema para que se possa atender  às necessidades do setor público, inclusive com as atualizações  derivadas do Comitê de Pronunciamentos Contábeis”. Estamos trabalhando no assunto desde 2011, a palestra contribuiu para tirar dúvidas com relação a prazos, patrimônio, custeio. Concordo que há muito a ser feito, mas precisamos ir implementando.

A palestra atendeu plenamente minhas expectativas. Foi muito útil e interessante. Consolidou meu conhecimento e trouxe as perspectivas da implementação nas normas contábeis internacionais no setor público. Está de parabéns o palestrante e todos da FIPECAFI envolvidos com o evento”.

 

 

Como se destacar em uma entrevista de emprego?

A entrevista de emprego é o primeiro passo para começar uma nova trajetória na carreira. Um momento decisivo que merece todo cuidado. O tom de voz, as palavras ditas e as expressões faciais dizem mais sobre um candidato do que ele pode imaginar.

Ser transparente é muito importante, principalmente quando se trata de fraquezas. Um bom profissional não conta apenas os seus sucessos. Neste caso, é importante explicar como a situação foi resolvida. Isto mostra que você se conhece bem e o quanto sabe que pode acrescentar à empresa.

Outro ponto a ser ressaltado é o quanto você conhece a organização a qual tem vontade de pertencer. Saber seu histórico, sua representação no mercado e especialidades é fundamental. A entrevista também é o melhor momento para fazer perguntas. Sim! Pergunte mais sobre a vaga e os benefícios. Isso mostra um real interesse pela oportunidade.

Confira mais algumas dicas:

  • Apresente projetos e resultados de experiências anteriores, mostrando o quanto seu trabalho contribuiu para as organizações anteriores;
  • Demonstre segurança e clareza durante a entrevista;
  • Se mudar de ideia em relação à oportunidade, avise o recrutador imediatamente. Isso demonstra maturidade e profissionalismo;
  • Cuide de sua aparência pessoal. Vista-se de maneira adequada;
  • Saiba ouvir e se colocar no lugar do outro;
  • Fale sobre suas motivações e valores no trabalho.

Vale lembrar que discursos prontos e bajulação só lhe fazem perder pontos. Ser educado, objetivo e sincero é fundamental.

Boa sorte!

FIPECAFI realiza o evento “Avanços e Desafios da Regulação e Prática da Contabilidade Aplicada ao Setor Público em Padrões Internacionais”

A FIPECAFI (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras) realiza, no dia 03 de março de 2015, a partir das 15 horas, o evento: “Avanços e Desafios da Regulação e Prática da Contabilidade Aplicada ao Setor Público em Padrões Internacionais”.

O evento ocorrerá na sede da FIPECAFI, localizada na Rua Maestro Cardim, 1.170 – Bela Vista – São Paulo – SP (próximo da  Avenida Paulista e das estações Paraíso e Vergueiro do Metrô).

Na ocasião, Leonardo Silveira do Nascimento, Analista de Finanças e Controle da Secretaria do Tesouro Nacional (Ministério da Fazenda), será o palestrante. Leonardo Silveira do Nascimento exerce o cargo de Coordenador-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação. É membro do IPSASB (International Public Sector Accounting Standards Board) junto à IFAC (International Federation of Accountants). É membro do NBC T SP (Grupo Assessor das Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público) junto ao CFC (Conselho Federal de Contabilidade).

As inscrições são gratuitas e as vagas limitadas.

Serviço:

Evento “Avanços e Desafios da Regulação e da Prática da Contabilidade Aplicada ao Setor Público em Padrões Internacionais”

Data: 03 de março de 2015

Horário: a partir das 15 horas

Local: sede da FIPECAFI – Rua Maestro Cardim, 1.170 – Bela Vista – São Paulo – SP (próximo da Avenida Paulista e das estações Paraíso e Vergueiro do Metrô).

Mais informações: (11) 2184-2096 ou eventos@fipecafi.org.br

 

Evento debate a regulação da contabilidade pública aos padrões internacionais

A Faculdade FIPECAFI realiza no dia 03 de março, a partir das 15h, mais uma palestra voltada à atualização dos profissionais da área contábil. O tema da vez será “Avanços e Desafios da Regulação e Prática da Contabilidade Aplicada ao Setor Público em Padrões Internacionais” e o palestrante o analista de Finanças e Controle da Secretaria do Tesouro Nacional, do Ministério da Fazenda, Leonardo Silveira do Nascimento.

O evento tem a coordenação dos professores do MBA Contabilidade Pública da FIPECAFI, Patrícia Varela e Iran Siqueira. As inscrições podem ser feitas na página de eventos ou pelo e-mail eventos@fipecafi.org.

Mais informações podem ser obtidas através do telefone (11) 2184.2096.

 

Palestra: Avanços e Desafios da Regulação e Prática da Contabilidade Aplicada ao Setor Público em Padrões Internacionais

Data: 03 de março de 2015
Horário: 15h
Palestrante: Leonardo Silveira do Nascimento, analista de Finanças e Controle da Secretaria do Tesouro Nacional (Ministério da Fazenda)
Local: FIPECAFI – Rua Maestro Cardim, 1170 – Bela Vista – São Paulo/SP (próximo à Avenida Paulista e das estações Paraíso e Vergueiro do Metrô)

Prof. Edgard Cornacchione e equipe vencem Games For Change Latin America 2014

O Prof. Dr. Edgard Cornacchione da FIPECAFI, líder do GETEC (Grupo de Estudos de Tecnologia da Educação na Contabilidade), e equipe criaram o “Deborah Game”, que foi um dos vencedores do Pitching da Games For Change Latin America 2014.

O game para ensino de Contabilidade foi desenvolvido por equipe internacional e multidisciplinar. O “Deborah” lidera a enquete da Geração Gamer do jogo brasileiro de destaque no mês de dezembro de 2014. O protótipo do jogo já havia ficado entre os nove finalistas na Games for Change Europe Awards 2014, concorrendo com 96 equipes do mundo todo. Tal feito acarretou em convite do jornal espanhol El Mundo para participação em reportagem sobre serious games (jogos com propósitos, além do entretenimento).

O fato de estar disponível não apenas em português, mas também em inglês, torna possível o alcance internacional. O jogo foi um dos selecionados para apresentação na Conference on Teaching and Learning in Accounting, promovida pela American Accounting Association em agosto de 2014, em Atlanta (Estados Unidos). Foi também objeto de artigo científico apresentado no 12h World Congress of Accounting Educators and Researchers, organizado pelo IAAER (International Association for Accounting Education & Research), que ocorreu em novembro de 2014 na cidade de Florença (Itália).

O Deborah Game (www.deborahgame.com) não se refere apenas a um nome de mulher, mas também à sigla “Double Entry Bookkeeping or Accounting History” (contabilidade por partidas dobradas ou história da contabilidade, em inglês).

O jogo resulta de projeto de pesquisa do Prof. Cornacchione de buscar alternativas para o clássico professor “humano” para potencializar o uso de tecnologia em sala de aula. O Prof. Cornacchione é Professor Titular da FEA-USP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo). Possui títulos de Bacharel, Mestre, Doutor e Livre-Docente em Ciências Contábeis pela FEA-USP e Ph.D. em Human Resource Education pela University of Illinois of Urbana-Champaign (EUA). Em 2015, o Prof. Edgard estará lançando o curso História da Contabilidade pela USP (Universidade de São Paulo) no Coursera (https://www.coursera.org/course/histcontabilidade ), plataforma educacional online que é uma iniciativa empreendedora de renomadas instituições de ensino americanas, como Stanford, Yale e Princeton. O Deborah Game estará entre as atividades previstas deste curso, que é oferecido gratuitamente. Será a primeira vez que um jogo digital integrará um curso dessa plataforma.

Deborah é fruto da evolução natural do projeto”, afirma o Prof. Cornacchione da FIPECAFI. No jogo, é possível vivenciar um escriba na Antiga Mesopotâmia, explorar a cidade de Florença na época da Renascimento em busca dos elementos que deram origem às partidas dobradas, ou conhecer mais sobre o sistema de contabilização por Carga e Descarga, desempenhando o papel de Steward em um monastério português do final do século XVIII.

A equipe de criação é multidisciplinar (de sound designer e programadores a contadores) e seus membros combinam o entusiasmo dos jovens estudantes ao conhecimento de especialistas.

Aprender sobre a história da Contabilidade nos últimos 10 mil anos ajuda no entendimento de situações atuais. “Compreender o passado pode ser muito prático e educativo”, argumenta o Prof. Cornacchione.

A organização “Games For Change” ( http://gamesforchange.org.br/sobre/ ) tem o objetivo de promover a pesquisa, a criação, a aplicação e a disseminação de jogos digitais que transformem positivamente a sociedade, a educação, a economia, o ambiente e a cultura.

 

DeborahGame_1

O que fazer quando o futuro bater à porta?

O último ano do colégio é o que mais lhe cobram responsabilidade, certo? É a famosa hora de decidir o futuro profissional.

Quando escolhemos uma carreira, acreditamos que iremos atuar nela por toda a nossa vida. Mas antes de decidir, é importante avaliar alguns fatores, como a identificação com a área, enxergar-se atuando no ramo e as oportunidades no mercado. Procure também conversar com profissionais atuantes, para entender melhor o dia a dia da profissão.

Na Grande São Paulo, a média do salário inicial de um contador é de R$ 3.532,00. A informação veio de levantamentos realizados pela consultoria Hoper Educação e pelo Grupo Employer de recursos humanos, a pedido da Folha de São Paulo. Esse valor corresponde a quase três vezes a mensalidade de uma graduação na área, confirmando um retorno positivo.

A Graduação em Ciências Contábeis da Faculdade FIPECAFI oferece a oportunidade aos alunos de realizarem estágios supervisionados, facilita o relacionamento com renomadas instituições de ensino nacionais e internacionais e proporciona o suporte tecnológico necessário durante as aulas. Aprovado com nota máxima (5) pelo MEC, o curso ainda conta com um corpo docente de alto nível, atuantes no mercado.

O que você está esperando para ingressar com o pé direito na carreira? Agende sua prova de vestibular 2015: http://goo.gl/5sIBpu.

Eliseu Martins, presidente do Conselho Curador da FIPECAFI, recebe o Prêmio Professor Notável do CRC SP

O Prof. Dr. Eliseu Martins, presidente do Conselho Curador da FIPECAFI, recebeu o “Prêmio Professor Notável”, em solenidade, na noite de 15 de dezembro de 2014, na sede do CRC SP (Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo).

Claudio Avelino Mac-Knight Filippi, presidente do CRC SP, informou que o Prof. Dr. Eliseu Martins foi vencedor por unanimidade na Comissão de Desenvolvimento Científico do CRC SP que divulgou o Prêmio Professor Notável de 2014. O prêmio valoriza o acadêmico que se dedica ao ensinamento da ciência contábil.

O Prof. Dr. Eliseu Martins que recebeu o Diploma de Honra ao Mérito do Prêmio Professor Notável 2014 é: Instituidor da FIPECAFI. Atual Presidente e Membro Nato e Vitalício do Conselho Curador da Fundação; é Professor Emérito da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo. Autor e coautor de livros, teses e artigos. Ex-Diretor da Comissão de Valores Mobiliários em duas gestões e do Banco Central. Consultor, palestrante e parecerista na área contábil. Conselheiro de Administração e Fiscal de diversas empresas. Membro do CPC – Comitê de Pronunciamentos Contábeis e detentor da Medalha João Lyra pelo Conselho Federal de Contabilidade.

Para 2014, após análise minuciosa de todos os candidatos, a Comissão, por unanimidade, escolheu dentre os excelentes candidatos o Prof. Dr. Eliseu Martins, da Universidade de São Paulo, por apresentar um nível de reconhecimento acadêmico irrefutável.

Eliseu Martins

Mineiro de Albertina, nascido em 1945, dirigiu a Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP) de 1998 a 2002. Profissional de prestígio, tem trabalhado ao longo de sua carreira tanto para a melhoria do ensino da Contabilidade nas universidades quanto para a praticidade da vida profissional dos profissionais da Contabilidade.

Filho de pai agricultor e mãe dona de casa, o jovem Eliseu jamais cogitara a carreira contábil, seu sonho era a mineralogia. No entanto, perdido na mocidade, acompanhou um amigo à banca de inscrições do vestibular da FEA e, movido por um impulso ocasional, inscreveu-se também.

No primeiro ano de curso básico, a Contabilidade o fisgou. Mais tarde, Eliseu prestou monitoria aos professores Alkindar de Toledo Ramos e Sérgio de Iudícibus na disciplina de Contabilidade Geral e decidiu-se, então, pela carreira acadêmica.

Graduou-se em 1967 e tornou-se professor assistente do Departamento de Contabilidade e Atuária já no ano seguinte a convite de Iudícibus. Neste momento da vida, largou emprego de funcionário do Banco do Brasil em favor da universidade e casou-se com Débora Aversari, com quem teve dois filhos: Vinícius e Eric.

Em 1973, concluiu Doutorado em Controladoria e Contabilidade pela FEA-USP. Em 1978, alcançou a Livre-Docência pela mesma faculdade. E, no decorrer dos anos, realizou cursos de especialização na FEA, na Universidade de Illinois, EUA, no INSEAD, França, entre outros.

Em 1983, assumiu o papel de Professor Adjunto. E ascendeu a Professor Titular da FEA em 1987.

De 1991 a 1994, exerceu função de Chefe de Departamento de Contabilidade e Atuária da FEA. E em 1998, tomou posse da cadeira de Diretor.

Em seus quatro anos à frente da FEA, Eliseu concluiu a reforma do prédio FEA 1, emancipou a FEA Ribeirão Preto, criou o Programa de Extensão de Serviços à Comunidade (Pesc) e trabalhou para o fortalecimento e estreitamento das relações entre os Departamentos, as Fundações e a Direção da Faculdade, além de colocar a FEA em maior evidência dentro da USP.

No âmbito da Faculdade, foi ainda coordenador da Pós-Graduação em Contabilidade e Atuária e da Comissão de Pós-Graduação. E presidiu a Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (Fipecafi) por duas vezes e o Instituto Brasileiro de Pesquisas Contábeis Atuariais e Financeiras (Ipecafi).

Na esfera da Universidade de São Paulo, Eliseu foi membro do Conselho Universitário e da Comissão de Orçamento e Patrimônio (COP). E cooperou como organizador do Estudo Previdenciário da Universidade.

Foi diretor da CVM entre os anos de 1985 e 1988, quando implantou a Correção Monetária Integral no Mercado de Capitais no Brasil, modelo exportado e adotado por diversos países e organizações.

No governo, representou o Brasil junto à Organização das Nações Unidas (ONU) como integrante do Grupo Intergovernamental de Especialistas em Contabilidade e Informação entre 1987 e 1990. Atendeu ainda como Diretor de Fiscalização do Banco Central do Brasil de 1990 a 1991.

Exerceu também os cargos de assessor do secretário da Fazenda do Município de São Paulo e assessor do presidente do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo.

Eliseu colaborou muito para a Contabilidade sendo autor e co-autor de livros de grande importância. Entre os quais, foi coautor de “Contabilidade Introdutória”, o grande ‘best-seller’ da disciplina, autor de “Contabilidade de Custos”, o livro mais vendido até hoje nessa área no Brasil, e coautor de “Contabilidade das Sociedades por Ações”, livro encomendado pela CVM que revolucionou a comunidade contábil a ponto de modificar sensivelmente a vida prática dos profissionais da Contabilidade.

Entre as homenagens recebidas, figura o Prêmio Prof. Eliseu Martins. Trata-se de um Prêmio que leva seu nome oferecido pela Fundação Instituto Capixaba de Pesquisas em Contabilidade, Economia e Finanças (Fucape) às melhores monografias da área de negócios.

Foto Prof. Dr. Eliseu Martins

FIPECAFI realiza 13º Seminário CEMEC de Mercado de Capitais

O Prof. Dr. Carlos Antonio Rocca, diretor do CEMEC (Centro de Estudos do Instituto IBMEC), realizou palestra de apresentação do estudo “Redução da Taxa de Poupança e o Financiamento dos Investimentos no Brasil 2010-2013” no 13º Seminário CEMEC de Mercado de Capitais.

O evento ocorreu, em 12 de novembro de 2014, das 10 horas às 12 horas, na sede da FIPECAFI (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras), em São Paulo (SP).

De natureza técnica, o seminário foi destinado a apresentar e a submeter ao debate o resultado de estudo especial realizado pelo CEMEC, com o objetivo de identificar os fatores que têm determinado a queda da taxa de poupança da economia brasileira nos últimos anos e suas implicações sobre os investimentos das empresas e seu financiamento. Esses fatores são indispensáveis para o entendimento das tendências recentes da economia brasileira e para a identificação de ações para a retomada do crescimento.

Representantes das principais entidades do mercado de capitais, técnicos de órgãos reguladores, profissionais da área acadêmica participaram do evento de apresentação do estudo de Carlos Antonio Rocca, diretor do CEMEC, e de Lauro Modesto dos Santos Junior, superintendente técnico do CEMEC (Centro de Estudos do Mercado de Capitais do IBMEC).
Segue link: http://goo.gl/efqHIL

Faculdade FIPECAFI promove palestras sobre Carreiras em Finanças, Controladoria, Auditoria, Mercado Financeiro e Contabilidade.

A Faculdade FIPECAFI, mantida pela Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras, realizou, no dia 07 de dezembro de 2014, a partir das 09:30, palestras sobre Carreiras em  Finanças, Controladoria, Auditoria, Mercado Financeiro e Contabilidade.

O evento ocorreu na sede da FIPECAFI, em São Paulo (SP). Participaram do evento interessados e vestibulandos da Faculdade FIPECAFI.

O Professor George André Willrich Sales,  Coordenador do Curso de Ciências Contábeis da Faculdade FIPECAFI, enfatizou que o evento foi organizado para demonstrar as oportunidades de carreira para o profissional da área contábil, que vai além do cargo de Contador. O Prof. George Sales fez breve apresentação da FIPECAFI, destacando que a Faculdade tem nota máxima (5) do MEC, as publicações dos professores têm mais de 4 milhões de livros vendidos e os alunos da Graduação estão estagiando em grandes empresas. A FIPECAFI tem parcerias com as principais entidades do mercado financeiro e de capitais do Brasil e do exterior.

O Professor Marcelo Cambria, Bacharel em Ciências Contábeis e Mestre em Controladoria e Contabilidade pela FEA-USP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo), apresentou em sua palestra as oportunidades para os contadores trabalharem no mercado financeiro, exemplificando com sua experiência profissional nas áreas de produtos (BM&FBOVESPA e Citibank), de operações de custódia e de tesouraria (HSBC, Banco Barclays e BankBoston) e na corretora HSBC.

O Professor Eduardo da Silva Flores, Doutorando em Contabilidade e Controladoria pela FEA-USP, demonstrou em sua palestra o trabalho bastante dinâmico para os contadores no mercado de auditoria.

O Prof. Rafael Sasso, Bacharel e Mestre em Ciências Contábeis pela FEA-USP,  mostrou as possibilidades abertas aos profissionais também como empreendedores. Com mais de 10 anos de experiência em áreas de fusões e aquisições, análise de investimentos e estruturação de negócios, o Prof. Rafael Sasso criou, por exemplo, escritório de contabilidade virtual (www.conube.com.br) para prestadores de serviços.

Já o Professor Dr. Nilton Cano Martin discorreu em sua palestra sobre as possibilidades do contador desenvolver carreira em Controladoria. O Prof. Nilton Cano é Doutor em Contabilidade e Controladoria pela FEA-USP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo), além de possuir diversos Cursos de Especialização e Extensão na New York University, Banker’s Trust e World Bank. O Prof. Nilton Cano destacou o papel estratégico do contador ao trabalhar como controller. Segundo estudo do IPEA, os contadores estão entre os profissionais de maior empregabilidade. O papel do controller é gerir organizações dentro de um “olhar estratégico” e o contador voltado para a controladoria tem tido valorização profissional crescente, declarou o Prof. Nilton Cano.

O Prof. George Sales encerrou o evento com palestra sobre áreas de atuação crescente de contadores como Relações com Investidores, conselheiros, consultores, executivos financeiros, analistas e profissionais de investimento.

Informações sobre o Vestibular para a Faculdade FIPECAFI 

Vestibular

Os candidatos deverão realizar a prova em datas e horários específicos, escolhidos no ato da inscrição. As datas e horários disponíveis para realização da prova são: quartas-feiras, das 10 horas às 12 horas; segundas e quintas-feiras, das 15 horas às 17 horas e sábados, das 10 horas às 12 horas. A prova terá duas horas de duração, com questões de múltipla escolha. Os assuntos serão sobre Língua Portuguesa, Interpretação de Textos, Matemática e Raciocínio Lógico, além da Redação.

O candidato deverá comparecer ao local para a prova (Faculdade FIPECAFI, localizada na Rua Maestro Cardim – nº. 1170 – Paraíso – São Paulo – SP) trinta minutos antes do seu início, munido de documento de identidade com foto (ou outro documento com validade nacional que permita a identificação). As aulas terão início no dia 02 de fevereiro de 2015.

Havendo disponibilidade, a instituição poderá efetuar a matrícula de candidatos que apresentem o Boletim de Desempenho Individual do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) com média igual ou superior a 550 pontos (média entre todas as provas incluindo a redação). O curso conta com a possibilidade de financiamento via FIES (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior).

Sobre a Graduação em Ciências Contábeis

O curso de Graduação em Ciências Contábeis da Faculdade FIPECAFI tem a duração de quatro anos e é realizado na modalidade presencial, nos turnos integral (para os dois primeiros anos) e noturno. O curso obteve o conceito máximo (cinco) de qualidade atribuído pelo MEC (Ministério da Educação).

Graduação em período noturno – A Faculdade FIPECAFI, mantida pela Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras, abre inscrições para Graduação em Ciências Contábeis para Graduados com duração máxima de até 2,5 anos, o que permite aos candidatos ingressarem no mercado em menor tempo.
A inscrição do curso poderá ser realizada até 23 de janeiro de 2015. O prazo para a realização da matrícula é até 30 de janeiro de 2015.
A nova graduação é destinada exclusivamente para atender graduados nas áreas de Administração, Economia, Estatística, Direito, Engenharia e Atuária.
A próxima turma do curso está prevista para ter início no dia 02 de fevereiro de 2015. As aulas ocorrerão de segunda às sextas feiras, no horário das 19 horas às 23 horas. Os interessados podem obter mais informações pelo telefone (11) 2184-2033. A pré-inscrição pode ser feita por meio do link: http://goo.gl/5LTf4E

Bolsas de Estudo

A Faculdade FIPECAFI concederá – para a Turma do 1º semestre de 2015 e no âmbito do Processo Seletivo – cinco bolsas de estudo integrais para os cinco primeiros candidatos classificados no processo seletivo.

FIPECAFI

A FIPECAFI é uma fundação especializada há mais de 40 anos na formação de profissionais altamente qualificados nas áreas de Contabilidade, Finanças e Mercado de Capitais. Reúne professores renomados, com corpo docente formado por doutores e mestres, em sua maioria com títulos pela FEA/USP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo), além de profissionais altamente qualificados. Conta, também, com vasto histórico de publicações de referência na área Contábil com tiragem de até 4 milhões de exemplares vendidos, e que são utilizadas por instituições de ensino de Contabilidade no país e no exterior.

Serviço:

Graduação em Ciências Contábeis

Período de inscrição do Processo Seletivo 2015: até 23 de janeiro de 2015

Vagas: 80 (oitenta).

Processo Seletivo: será realizado em datas e horários específicos, escolhidos no ato da inscrição.

Início das aulas: 02 de fevereiro de 2015.

Mais informações em: http://goo.gl/5sIBpu

 

1

2

4

FIPECAFI promove palestras para comemorar 20 anos do MBA Mercado de Capitais em parceria com a Apimec SP

A FIPECAFI (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras) realizou o evento: “Cenário de Mercado de Capitais – Perspectivas”, em 26 de novembro de 2014, a partir das 19 horas, na sede da FIPECAFI, em São Paulo (SP).

O Prof. Dr. Iran Siqueira Lima, presidente da FIPECAFI, abriu a solenidade e fez a apresentação das principais atividades da Fundação. A Profa. Dra. Marina Mitiyo Yamamoto, coordenadora do MBA Mercado de Capitais, anunciou que a solenidade comemorava os 20 anos do MBA.

Ricardo Tadeu Martins, presidente da Apimec SP (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais), afirmou que o MBA FIPECAFI Apimec SP tem como objetivo preparar os analistas para atuação no mercado globalizado.

Na ocasião, o Prof. Dr. Simão Davi Silber, Professor da FIPECAFI e da Universidade de São Paulo, realizou palestra sobre “Cenário de Mercado de Capitais – Perspectivas”. O Prof. Simão Silber fez relato da deterioração da economia brasileira nos últimos anos. Destacou a necessidade de retomada do crescimento, controlar a inflação, adotar política fiscal austera e reduzir o déficit no balanço de pagamentos.

O Professor da FIPECAFI Marcio Yamachira destacou que está havendo maior percepção de risco nos investimentos no Brasil.

Gilson de Oliveira Carvalho, vice-presidente da Apimec MG e que formou-se na primeira turma do MBA Mercado de Capitais FIPECAFI Apimec, foi o moderador dos debates e enfatizou a expectativa de volta de consistência nos próximos anos dos fundamentos da política monetária, fiscal e cambial.