Falando sobre gestão – Geração de valor: o que é isso?

Com este texto iniciamos a série: “Falando sobre gestão”, que tem por propósito apresentar temas sobre gestão do interesse dos profissionais, de forma objetiva, com uma linguagem direta e com contribuições efetivas para as organizações.

Diversos temas serão apresentados, sempre por meio de uma série de textos (de 5 a 10 textos) com o intuito de oferecer os elementos para que os leitores compreendam de forma clara e ampla o que são tais conceitos e suas implicações para as organizações. Não se pretende esgotar nenhum dos temas que serão apresentados, mas sim trata-los sem superficialidades.

O primeiro tema que será tratado é Geração de Valor.

Uma das premissas pela qual nos baseamos em Contabilidade Gerencial para a definição de ações, implementação e uso de ferramentas de gestão, orientação do negócio, entre outras tantas, é a de que uma empresa assegurará sua continuamente, se, e somente se gerar valor. Algo aparentemente simples, falado por muitos de forma recorrente, o conceito “gerar valor” nem sempre é compreendido em toda sua extensão e profundida por muitos de nós.

Alguns profissionais poderão afirmar: não temos dúvidas, se a empresa gerar EVA© (Economic Value Aded) ela estará gerando valor, outros ainda afirmarão: em nossa organização não usamos o EVA ou nenhum outro tipo de medida relativa ao lucro econômico, mas afirmamos que geramos valor. Será que algum deles está correto? Qual deles? Ambos?

Não daremos essa resposta agora, mas o convidamos para refletir conosco sobre essas afirmações: Para ajudar nessa reflexão relacionamos alguns questionamentos que poderão nortear um caminho pelo qual poderemos compreender esse conceito (geração de valor) e os processos nos quais está inserido, a saber:

  • A empresa deve gerar valor para quem?
  • O conceito de geração de valor deve ser o mesmo para uma empresa de grande porte (capital aberto) e outra de pequeno ou médio porte?
  • A empresa deve gerar o mesmo tipo de valor para todos os que nela têm interesse?
  • A geração de valor pode ser medida? Se sim, de que forma?
  • Como conhecer o que é valor para nosso cliente?
  • Como gerar valor para o cliente e para os demais interessados?
  • Como alinhar o modelo de negócio da empresa às necessidades dos clientes?

Enfim, poderíamos abordar ainda uma série de outros questionamentos relativos ao conceito de valor, como ele é constituído, sua relevância, abrangência, e consequência nos negócios, mas vamos nos limitar primeiramente por esses sete tópicos.

A cada período apresentaremos um texto explicando de forma simples o objetiva cada um deles e deixando um espaço para comentários e esclarecimentos de dúvidas. Esperamos com isso contribuir com a elucidação de conceitos relevantes para as organizações e para os pesquisadores em Contabilidade Gerencial.

 

Autor

Paschoal Tadeu Russo

 

*Consultor de empresas e professor do Programa de Mestrado Profissional em Controladoria e Finanças da FIPECAFI.

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *