FIPECAFI promove palestras sobre “A importância da Gestão Estratégica Tributária”

A FIPECAFI (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras) e a ANEFAC (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade) promoveram, em 26 de agosto de 2014, a partir das 19 horas, palestras sobre “A Importância da Gestão Estratégica Tributária”.

Rubens Lopes da Silva, conselheiro da ANEFAC, fez a apresentação dos palestrantes e enfatizou o sucesso da parceria histórica da entidade com a FIPECAFI no MBA Controller e na promoção do Troféu Transparência ANEFAC-FIPECAFI-Serasa Experian. Carlos Ribeiro, superintendente da ANEFAC, prestigiou, também, o evento, que teve intenso interesse do público que lotou o auditório da FIPECAFI.

Roberto Pérez Fragoso, vice-presidente da ANEFAC e sócio da Marafon & Fragoso Advogados, foi o responsável pela palestra inicial e discorreu sobre sua experiência profissional de mais de 20 anos em organizações como Alcoa, Carrefour, C&A, MasterCard e White Martins.

Roberto Fragoso em sua palestra fez balanço do cenário tributário brasileiro com a duplicação do aumento da carga tributária em relação ao PIB (Produto Interno Bruto) de 20% para aproximadamente 40% nos últimos 25 anos. Para o especialista, a tendência é de uma estratégia governamental de arrecadação cada vez mais agressiva. Isso exige investimentos em termos de estudos e treinamento dos profissionais para evitar que as empresas sofram penalidades (por exemplo, com multas). Segundo Fragoso, o profissional precisa ter conhecimento profundo para ajudar nas decisões empresariais, acompanhar a jurisprudência, monitorar riscos existentes, ter capacidade de relacionamento com as autoridades e observar o cumprimento das obrigações.

MBA Gestão Tributária – O Prof. Dr. Carlos Alberto Pereira, diretor Administrativo e Financeiro da FIPECAFI e coordenador do MBA Gestão Tributária, afirmou, em sua palestra, que o cenário tributário brasileiro está em amplo processo de reformulação com a entrada definitiva na era digital. “O Fisco está cada vez mais adotando tecnologia avançada para integrar informações eletrônicas”, declarou o Prof. Carlos Alberto Pereira. O processo de integração adota inteligência fiscal com cruzamentos de informações entre países, observou. A complexidade e a instabilidade da legislação fiscal fazem com os profissionais precisem ter uma educação continuada e participem de Comitês Tributários com profissionais com formação interdisciplinar (contadores, administradores, economistas, advogados). A gestão estratégica de tributos é uma forma de se buscar o diferencial competitivo e a melhoria dos resultados das empresas, por meio de aperfeiçoamento contínuo, planejamento, execução e controle. Os profissionais de controladoria e gestão tributária tendem a ser cada vez mais valorizados devendo ter visões atualizadas e estratégicas, concluiu o Prof. Carlos Alberto Pereira.

004006007

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>