fbpx

Mundo novo: Quais os impactos, aos profissionais, da implementação da auditoria contínua nas firmas de auditoria?

Sempre presente nas atividades públicas e privadas de indivíduos e organizações, a auditoria desempenha um papel importante no desenvolvimento de uma empresa, na economia, no governo e na prestação de informações para usuários internos e externos. (SIEGEL; RAMANAUSKAS-MARCONI, 1989)

A auditoria revisa as demonstrações financeiras, operações e transações da entidade identificando deficiências, assegurando a fidelidade dos registros e proporcionando credibilidade aos dados informados pela administração. Para avaliar uma entidade, o auditor estuda seu tipo negócio e sua atuação no mercado, interpreta as normas da contabilidade aplicadas ao seu caso e trabalha com as informações disponíveis.

Atualmente o mercado de auditoria e consultoria é dominado por 4 empresas, apelidadas de “Big Four”, que determinam as tendências do setor. São elas: Deloitte, Ernst & Young (EY), KPMG e PricewaterhouseCooper (PWC), todas firmas internacionais.

E, por esse mercado ser altamente concentrado e regulado, apesar de existir um certo questionamento em relação ao custo-benefício e a performance do auditor (SUSSKIND & SUSSKIND, 2015), todas elas atuam da mesma maneira.

Hoje as informações são trabalhadas por amostragem, ou seja, o auditor não irá avaliar todas as transações; ele irá selecionar o tamanho da amostra, considerando risco de amostragem, erros toleráveis e esperados. Com isso avalia os controles, testa as contabilizações e transações e com o resultado emite sua opinião em relação as demonstrações financeiras da entidade auditada.

Esse trabalho vem sendo feito dessa maneira há muito tempo e com o passar dos anos, quatro ‘grandes’ firmas se mantiveram (através de um processo intenso de quebra de firmas e junção de outras) e se atualizaram com as novas tecnologias e desenvolvimento de sistemas para facilitar e padronizar as técnicas de auditoria, mitigando o risco da atuação. Mas, devido grande volume de informações e de transações analisadas para um só cliente, o método atual não supri mais as necessidades de análise dos dados.

Com a evolução da tecnologia é possível que a auditoria tradicional seja menos eficaz, passando a dar lugar a auditoria contínua.

A auditoria contínua consiste em uma técnica moderna de auditoria que utiliza base de dados informatizadas, mediante ferramentas de extração, análise e mineração de dados, com base na avaliação de riscos e controles internos. Ou seja, é uma auditoria de todas as operações, em todos os momentos, em tempo real, que produz resultados simultaneamente após a ocorrência de um fato, e consegue analisar 100% das transações realizadas.

Esse sistema automatizado contribuirá com o trabalho da auditoria e trará benefícios como o aumento da assertividade das conclusões, mitigação de riscos, diminuição da frequência de avaliações manuais e padronização das informações.

E, apesar do julgamento do auditor ser algo defendido pelas firmas de auditoria, a tendência é a corrida para a primeira firma que consiga auxiliar a implementação da auditoria contínua aos clientes (“corrida ao ouro”), e que haja uma disrupção no mercado com a adoção dessa nova técnica, considerando a implementação de novas ferramentas tecnológicas pelas firmas e a aplicação de inteligência artificial para aprimorar suas técnicas de auditoria.

Por ser um sistema completo, a auditoria contínua demanda um alto custo de desenvolvimento e de recursos, com a demanda de profissionais com habilidades em estatísticas, analise de dados e entendimento de processos; o que não é, necessariamente, o perfil técnico de um profissional típico de uma firma de auditoria.

As firmas possuem um alto nível de contratações todos os anos, tanto de profissionais recém-formados, como experientes. Elas promovem a formação contínua e intensiva, investindo em treinamentos e promovendo uma carreira onde o profissional entra como trainee, responsável pelo trabalho operacional, podendo chegar até o cargo de sócio, onde passa atua na parte comercial, gerencial e analítica. Os colaboradores possuem valores como ética, independência, capacidade técnica, trabalho em equipe e liderança, normalmente com formação voltada a área contábil ou direito.

As auditorias possuem milhares de colaboradores (i.e., em seu site a EY publica que possuía, em 2017, 247.750 mil funcionários espalhados em mais de 150 países) e com a automatização dos trabalhos talvez eles não tenham mais um papel ativo no desenvolvimento dos procedimentos; assim, espera-se a diminuição significativa do número de colaboradores que compõe a base organizacional das firmas de auditoria no mundo.

As consequências relacionadas as mudanças na técnica de auditoria não só atingem a quantidade de funcionários nas firmas, mas também podem impactar a estrutura das grandes firmas de auditoria internacionais. Ademais, o perfil dos profissionais a serem alocados em um cliente, e o preço cobrado por profissional, deverão ser revistos em busca de melhores opções para a realização do trabalho.

Os clientes podem continuar com as firmas de auditoria, por possuir um marco regulatório nacional e a demanda exógena pelo serviço, ou o mercado pode sofrer uma disrupção com a busca de outras entidades para prestarem tais serviços de auditoria, fato que poderá abrir espaço para novos concorrentes e firmas que não são do mesmo ramo, como as empresas de tecnologia. Tal disrupção, a depender das decisões políticas, de investimento em recursos humanos e tecnológicos, poderá alterar o mercado dominado pelas quatro grandes firmas de auditoria.

Com a velocidade que ocorre o desenvolvimento de novas tecnologias esse futuro está mais próximo do que imaginamos e, talvez, uma mudança no reinado das firmas de auditoria poderá acontecer, a depender da sobrevivência dessas pela necessidade inerente dos clientes pelo serviço prestado pelas firmas.

Bibliografia

SIEGEL, G.; RAMANAUSKAS-MARCONI, H. Behavioral Accounting. Cincinnati: SouthWestern Publishing, 1989.

Susskind, R., & Susskind, D. (2015). The Future of the Professions: How Technology Will Transform the Work of Human Experts. Kindle iOS version.

 

Autora

Camila Simione Beltrame

Linkedin

 

Texto revisado por: (Professor) Rudah Giasson Luccas

 

Linkedin