Penso Logo Resisto

 

 

Neurociência na comunicação, a transformação do currículo profissional

 

A banalização da neurociência vem elaborando questionamentos sobre como esta ciência pode contribuir para a carreira profissional ou para abrir oportunidades de mercado. Neurocientistas sérios ficam “arrepiados” ao serem questionados dessa forma. Por outro lado, a própria neurociência que, entre outras aplicações, mostra mecanismos para controle de nossas respostas emocionais, também pode facilitar a mudança da resposta desse neurocientista.

O que em um primeiro momento é inaceitável – a relação entre neurociência e carreira profissional – passa a ser objeto de estudo e de benefícios para aqueles que se interessam pelo tema. Sim, é possível resistir ao impulso de rejeitar essa relação, pensar sobre e então entender os benefícios que podem ser alcançados. Um deles é, sem dúvida, a elaboração de respostas apropriadas para a comunicação entre colegas de trabalho, lideranças e liderados.

As oportunidades de mercado estão abertas para os profissionais que estiverem preparados para administrar a si mesmos. Aqueles que conseguirem se perceber e aprenderem a responder de forma satisfatória aos estímulos a que são submetidos todos os dias nos ambientes de trabalho, estarão capacitados e serão lembrados quando vagas se abrirem em seu campo profissional. Os tempos onde títulos e anos de experiência eram suficientes já passaram. E é nesse sentido que a neurociência se apresenta para somar valor ao currículo dos profissionais aptos para as demandas atuais.

 

 

Autora

Carmen Thomazi
Engenheira Química com formação pela Universidade de Caxias do Sul. Pós-graduada em Coordenação de Dinâmicas de Grupos com ênfase na Teoria dos Tipos Psicológicos, Pós-graduada em Neurociências Aplicada à Linguagem e Aprendizado com ênfase em TDAH e Pós-graduada em Educação com ênfase em Pedagogia Empresarial e Coordenadora do curso de Educação Executiva Neurociências e a Comunicação em Ambientes Corporativos. Possui formação complementar em Reabilitação Neuropsicológica e em Reabilitação Cognitiva. Diretora da empresa Da Vinci Projetos, atuando em gestão sistêmica e educação corporativa em projetos comerciais, de recursos humanos e financeiros, entre outros. Docente na Educação Executiva da FIPECAFI, participa do conselho de gestão de várias empresas e realiza atendimento clínico em programas de reabilitação da atenção, memória e das funções executivas

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *