Mercado de trabalho em 2015 é favorável a profissionais de finanças

O mercado de trabalho este ano tem seguido uma linha cautelosa quanto a investimentos e controle financeiro por parte das organizações. O cenário anda favorável aos profissionais de finanças, já que é a área que mais está em evidência nas empresas.

Recrutadores entrevistados pela Exame afirmaram que boa parte das empresas não conseguiu bater suas metas no ano passado, tornando necessária a presença de um profissional para organizar este objetivo e realizar a gestão financeira da empresa, maximizando sua rentabilidade.

Gerente ou diretor de planejamento financeiro, gerente de planejamento tributário, gerente ou diretor de compliance e controles internos, controller, diretor financeiro e executivo de governança corporativa são alguns dos cargos que se manterão em alta este ano.

As funções exigem graduados em Administração, Economia, Engenharia ou Ciências Contábeis, além de pós-graduação na área financeira. Conheça as grades de curso da FIPECAFI e aprimore seu currículo para uma carreira de sucesso.

Graduação em Ciências Contábeis 

MBAs

 

Fonte: Portal Exame

O que envolve o universo atuarial?

Instituições de seguros e de previdência privada lidam com a gestão de ativos e de pensões, envolvendo a análise de riscos e expectativas financeiros e econômicos. Profissionais responsáveis pela administração delas precisam dominar uma série de conhecimentos em economia, administração, contabilidade, matemática, finanças e estatística, para entender os modelos atuariais elementares.

Os conceitos atuariais são aplicáveis em todos os ramos de negócios. Os estudos na área dividem-se basicamente em questões tratadas a longo (aposentadoria, pensões, seguros de vida e saúde) e a curto prazo (seguros de automóveis e responsabilidade civil). O desenvolvimento de produtos mais sofisticados e complexos tem feito o mercado demandar por profissionais com habilidades atuariais.

Esteja preparado para o moderno mundo dos negócios e seus riscos adjacentes: MBA Gestão Atuarial e Financeira da FIPECAFI. O curso tem mais de 15 anos de existência e é ministrado por professores inseridos no mercado e em projetos de pesquisas, trazendo o que há de mais atual para as salas de aula.

Não perca a chance, matricule-se!

Controller e tributação são áreas demandadas em 2015

Para acompanhar as mudanças do mercado, diversas empresas têm iniciado processos de estruturação e reestruturação, além da implementação de controles e processos para um crescimento sólido e rentável. Essas transformações têm beneficiado profissionais graduados em Ciências Contábeis, Administração, Economia e Direito, gerando muitas oportunidades.

Após analisar o cenário econômico do Brasil e do mundo, a empresa de recrutamento Michael Page destacou três cargos em áreas relacionadas a finanças como as mais demandadas pelo mercado em 2015. Confira:

1)      Controller

Responsável pela gestão contábil, fiscal, coordenação e direção das atividades executadas nas áreas de planejamento, controladoria e finanças. A demanda por essa qualificação foi intensificada após a implementação das IFRS na contabilidade brasileira.

2)      Gerente de Planejamento Tributário

Acompanha e garante a apuração e o planejamento dos tributos em todas as esferas, atuando de acordo com a legislação fiscal e atendendo às auditorias. Além disso, ainda participa de processos decisórios da organização sobre aquisições, cisões, incorporações e vendas. A complexidade da matriz tributária brasileira exige uma demanda de profissionais qualificados na área.

3)      Gerente de Desenvolvimento de Negócios

Prospecta e lidera projetos de negócios ainda não explorados, com o objetivo de captar novas fontes de receita para a empresa. Responsável por gerar novos contratos a partir do desenvolvimento de nova aplicação para produto ou serviço.

Para alcançar estes cargos, os profissionais precisam se qualificar. A FIPECAFI oferece cursos específicos: MBA Controller e MBA Gestão Tributária.

Matricule-se até 27 de fevereiro e garanta 5% de desconto no valor total do curso. Aproveite!

Fonte: Guia do Estudante

Extensão Introdução à Psicologia Econômica começa amanhã

O curso conta com aulas expositivas, apresentação em Power Point e estímulo a debates

Profissionais formados em Psicologia, Contabilidade, Economia, Administração, Políticas Públicas, Direito, Micro finanças, Informação, Serviço Social e muitas outras áreas afins, e que querem interligar todos esses conhecimentos e voltá-los para a economia e finanças, devem se inscrever no curso.

O programa aborda temas como: psicologia econômica, economia comportamental, finanças comportamentais e neuroeconomia, fornecendo referências da literatura científica, dados de pesquisas e exemplos sobre diferentes aspectos psicológicos da tomada de decisão e do comportamento econômico. Além disso, o curso também descreve as principais dinâmicas mentais e sua influência sobre as decisões econômicas, com ênfase sobre fatores cognitivos e emocionais, e aprofunda o conhecimento sobre as etapas, padrões, suscetibilidade a enganos e fatores intervenientes presentes no processo decisório.

A próxima turma inicia nessa quinta-feira, 24 de julho, em período integral. Clique aqui, saiba mais sobre o curso e inscreva-se!

Graduação em Ciências Contábeis em metade do tempo normal

Programa aproveita disciplinas estudadas em outros cursos

A FIPECAFI lança uma graduação especialmente voltada para profissionais formados em cursos como: Administração, Economia, Estatística, Atuária, Engenharia e Direito.  O tempo de conclusão do curso pode diminuir pela metade, através da eliminação de disciplinas que oferecem conhecimentos já adquiridos na graduação anterior.

O corpo docente da graduação para graduados é o mesmo da graduação em Ciências Contábeis tradicional da instituição e a grade curricular conta com as principais matérias.

Início em agosto, vagas limitadas. Clique aqui e inscreva-se!

 

MBA Gestão Tributária inicia amanhã

O curso é composto por três módulos estruturados de forma lógica e consistente

Profissionais das áreas de Contabilidade, Administração, Direito e Economia que desejam atualizar, aperfeiçoar e aprofundar conhecimentos para uma atuação eficaz na gestão tributária de empresas, precisam conhecer o MBA Gestão Tributária FIPECAFI.

Com um programa voltado para o desenvolvimento profissional na gestão dos tributos que incidem sobre as atividades empresariais, o curso leva o aluno a identificar alternativas e desenvolver estratégias que, de acordo com a legislação tributária vigente, contribuam para a melhoria da competitividade e do desempenho das empresas.

Ainda dá tempo de se inscrever e obter uma excelente bagagem em seu currículo. Clique aqui e saiba mais.

Graduação em Ciências Contábeis para alunos já graduados

Curso contempla formados em especialidades que ofereçam sólida base de conhecimentos na área

A FIPECAFI oferece um curso de graduação em Ciências Contábeis para profissionais diplomados em administração, economia, estatística, engenharia e direito, com tempo reduzido. Por meio da eliminação de disciplinas cursadas anteriormente, a duração prevista do curso passa a ser de dois anos, exceto para os profissionais formados em direito, que levarão aproximadamente dois anos e meio. A matriz curricular obrigatória é composta pelas principais disciplinas da tradicional graduação em Ciências Contábeis da FIPECAFI, necessárias para que o aluno possa desenvolver ainda mais seus conhecimentos na área e, posteriormente, adquirir o seu registro no CRC (Conselho Regional de Contabilidade).

Se você se encaixa no perfil, aproveite esse oportunidade! Saiba mais sobre o curso em nosso site. Clique aqui.

Demandas profissionais de 2013

Desde o dia 1º de janeiro de 2013 novas regras do Comitê de Supervisão Bancária de Basiléia, ou somente Basileia III, entraram em vigor no Brasil, acarretando novas demandas para os profissionais de Administração, Contabilidade e Finanças. As regras visam o aprimoramento da regulamentação prudencial e buscam melhorar a estrutura de capital das instituições financeiras, prevenindo novas crises financeiras. “A implementação de novas regulamentações, entre elas a Basileia III, é uma das consequências da crise de 2008 e impacta na questão da liquidez dos bancos. No Brasil, eles já estão se preparando para isso e precisaram contratar executivos com esse foco e conhecimento prévio”, diz Letícia Bressiani, diretora da Fesa, empresa de recrutamento de altos executivos.

De acordo com a executiva, os próximos anos demandarão equipes mais focadas na execução dessas regras para que o gerenciamento do capital seja realizado de maneira mais adequada e os bancos tenham mais liquidez. A função de Hedge de ALM (Asset Liability Management), que até então era executada por profissionais fora do Brasil, agora passa a ganhar visibilidade e destaque no mercado local. “Agora já estão criando essa função aqui. Esse profissional geralmente se reporta ao CFO (Chief Financial Officer) e tem o papel de gerenciar todos os riscos e a liquidez do banco”, completa.

Bruscas oscilações dos mercados e consequentes regulamentações têm determinado diferentes realidades para os profissionais dessas áreas, os quais devem se manter constantemente atualizados em tudo que modifica sua rotina de trabalho. Fernando Guedes, sócio gerente da regional Asap – consultoria de recrutamento e seleção de executivos, afirma que o profissional de Finanças tem a característica de ser muito requisitado dentro das empresas, independente do momento que a economia e a sociedade vivem.

“O momento que estamos vivenciando, de uma economia um pouco mais estagnada, leva as empresas a olhar mais de perto, obrigatoriamente, a questão dos custos. Em um movimento natural, passa-se a buscar com mais detalhe analítico a questão de margens e contar com profissional de Finanças com conhecimento nessa área é importante”, destaca.

Na opinião do executivo, conhecimento técnico é fundamental, mas, do ponto de vista comportamental, os profissionais que se destacarem em quesitos como liderança e relacionamento interpessoal sairão na frente. Segundo ele, por ser do campo das Ciências Exatas, o profissional de Finanças possui perfil mais introspectivo e pragmático. Aquele que conseguir agregar o lado humano com relacionamento interpessoal, gestão de times e liderança, naturalmente se diferenciará entre os demais.

A executiva da Fesa destaca ainda que, em Finanças, as posições mais procuradas pelas empresas >referem-se a risco e gerenciamento de capital. De todos os executivos posicionados pela empresa nesse ano, 23% correspondem a área financeira e de controladoria. “Da mesma forma, quando apontamos para uma tendência de crescimento e recuperação econômica, é necessário que se olhe para investimentos e oportunidades sem esquecer os custos e o tamanho das estruturas. Novamente, o profissional de Finanças é importante”, enfatiza Guedes.

Fonte: Anefac

Faculdade FIPECAFI lança MBA Executivo em Finanças

A Faculdade FIPECAFI, mantida pela Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras, abre inscrições para o novo MBA Executivo em Finanças.

O MBA Executivo em Finanças tem por objetivo oferecer, além de sólida formação, uma visão multidisciplinar e estratégica da moderna gestão financeira de empresas. O programa cobre, além das disciplinas fundamentais, os conhecimentos necessários para o moderno executivo financeiro.

Apresenta, também, uma importante integração entre o conhecimento teórico, o domínio quantitativo e a prática das Finanças no Brasil. A preocupação presente é propiciar aos participantes uma visão moderna, prática e crítica da área de Finanças.

O curso destina-se a executivos e profissionais de mercado, de diferentes formações, com interesse em aprimorar seus conhecimentos teóricos e familiarizar-se com as avançadas técnicas da moderna gestão financeira das empresas. O curso atende principalmente aos interesses de profissionais formados nas áreas de Administração, Contabilidade, Economia, Engenharia e Direito.

O curso objetiva formar profissionais competentes para assumirem posições de destaque no ambiente das Finanças Corporativas de grandes empresas, atuando como executivos ou consultores financeiros.

Serviço:

Horário: aulas nas 2ªs, 3ªs e 5ªs das 19h30 às 22h30.

Duração total: 372 horas, distribuídas em 18 meses.

Local: Rua Maestro Cardim, 1.170 – São Paulo – SP, próximo da Avenida Paulista e das estações Paraíso e Vergueiro do Metrô.

Telefone para informações: (11) 2184-2020

E-mail: coordenadoria.mba@fipecafi.org

Profissão de Controller exige novos atributos!

 

Em função do aumento da complexidade organizacional das empresas, as exigências para evoluir na profissão de Controller passam por algumas reformulações. Hoje, é necessário que o profissional domine requisitos que não pertencem exclusivamente ao campo de sua formação técnica.

Há 10 anos esperava-se que o profissional de Controladoria mantivesse como prioridade o controle do plano de operações da empresa, emissão de relatórios, além de reportar e interpretar os resultados das operações dos diversos níveis gerenciais. Entretanto, o Controller de hoje também precisa possuir conhecimentos de “capital humano”, como ter a capacidade de gerenciar pessoas, dominar a comunicação, línguas estrangeiras e ter espírito de liderança. “Um dos atributos mais valorizados pelo profissional de controladoria é saber influenciar pessoas e ter aptidão para vender bem seus projetos”, afirma Rubens Lopes da Silva, vice-presidente da ANEFAC (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade), que é associada à Faculdade FIPECAFI.

É importante que o Controller conheça a companhia de maneira homogênea, tenha conhecimento das operações que são realizadas e como essas operações podem impactar na contabilidade da organização. Dessa forma, as empresas valorizam o Controller que sabe manter relacionamento com os diversos departamentos.

Saiba como se preparar para ser um Controller de sucesso!

 

 

Relações com Investidores: novas fronteiras para a comunicação organizacional

O progressivo estreitamento entre os mercados de ações do Brasil e do exterior tem acentuado o relacionamento entre as empresas com ações negociadas em bolsas de valores e investidores, relação esta que está adquirindo importância de forma rápida no mercado de capitais brasileiro. Em decorrência disso, a eficácia do relacionamento com os investidores se tornou essencial na solução de impasses que antes eram resolvidos com base no processo de tentativa e erro, deixando de contemplar a complexidade dos ambientes nos quais as empresas estão inseridas. Em face dessa complexidade, os principais executivos das empresas investem cada vez mais tempo e dinheiro em comunicação.

Para que as políticas de comunicação organizacional alcancem seus objetivos, torna-se necessário integrar o trabalho de administradores e profissionais de comunicação que atuam direta ou indiretamente na gestão da imagem, quer seja na organização dos discursos empresariais, quer seja na elaboração de estratégias e políticas de comunicação.

Para alcançar o sucesso em Relações com Investidores e Governança Corporativa, faça MBA na Faculdade FIPECAFI!

 

Compensa pagar o IPVA e IPTU à vista com desconto?

Fonte: Diário do Grande ABC

Vale mais pagar os tributos de início de ano em parcela única com preço reduzido, caso o contribuinte tenha o dinheiro. Aplicações, para aproveitar os rendimentos, dificilmente vão gerar benefício melhor do que os descontos. “Teria que ser um investimento com retorno bem alto, talvez uma renda variável. Mas será necessário muito conhecimento de mercado para driblar o risco e garantir ganho que compense o desconto”, opina o professor de Finanças Mário Amigo, da FIPECAFI.

No Caso do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores), o governo estadual fixou desconto de 3% para liquidação em parcela única. Se o tributo custar R$ 1.200, por exemplo, o consumidor conseguirá R$ 36 de redução, ou seja, vai desembolsar R$ 1.164. Ao aplicar o valor de R$ 1.200 e pagar a primeira parcela de três no mesmo mês, a poupança, hipoteticamente, renderia R$ 4,93. A conta considera os ganhos sobre o principal durante os dois meses seguintes ao investimento e juros da modalidade, sem TR, de 5% ao ano. Para compensar o desconto, nesta situação, o investimento deveria render mais do que 10% ao ano, taxa que atualmente não é comum em aplicações de baixo risco, lembra Amigo.

Os descontos no IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) em pagamento de parcela única vão de 3% a 10% na região – Rio Grande da Serra, com 3%; Mauá, 10%; Diadema, 10%; São Bernardo, 5%; Ribeirão Pires, 5%; e São Caetano com 6% -, percentuais que reforçam o custo benefício do tipo de liquidação para quem tiver o dinheiro. A Prefeitura de Santo André é a única na região que não informou a taxa de abatimento.

Confira a matéria completa.

Faça MBA e Especialização com descontos especiais na Faculdade FIPECAFI!