Ter um MBA pode aumentar salário em até 31%, diz pesquisa

M

Fonte: Yahoo Educação

A empresa de recrutamento Catho divulgou uma pesquisa que revela que aqueles que possuem formação MBA (Master of Business Administration, em inglês) recebem em média 9% a mais que profissionais que não possuem esse tipo de qualificação. Além disso, o aumento de salário chega a 30%.

Segundo especialistas, garantir um aumento de cerca de 30%, ter reconhecimento na empresa, ampliar a rede de contatos e aprofundar os conhecimentos práticos na área em que trabalha são alguns dos pontos altos para quem cursa um MBA. Para eles, os cursos estão cada vez mais específicos e procuram atender às demandas de diferentes áreas.

A pesquisa revela que um curso de MBA é uma excelente opção para aqueles que pretendem valorizar seu currículo e, consequentemente, o pagamento no fim do mês. Os dados, de novembro de 2013, mostram que um profissional com nível hierárquico júnior, pleno ou sênior recebe, em média, R$ 3.424,71, quando tem formação superior. Quando considerado o profissional com mesmo nível hierárquico, mas que fez MBA, o salário sobe 31%, para R$ 4.473,70. O valor é 9% maior do que o de profissionais que fizeram especialização.

Em entrevista ao portal Yahoo, o diretor de Marketing e Estratégia da Catho, Luis Testa, conta que o funcionário que tem pós-graduação tem facilidade para entrar no mercado de trabalho. “As empresas dão preferência para profissionais capacitados. Quanto maior a qualificação, não só de conhecimento, mas de insumos teóricos, mais esses funcionários adotam ferramentas que agregam novas práticas nas empresas”, diz.

Testa ressalta que a oferta de cursos de MBA é cada vez mais ampla, tanto no Brasil quanto no exterior. “Esse título é muito relevante nas empresas e ainda é raro encontrar grande volume de pessoas que fizeram. É uma oportunidade interessante, e os profissionais estão buscando cada vez mais jovens”, afirma.

MBA

Nos últimos anos, os Master of Business Administration (MBA)passaram a não ser mais apenas genéricos com títulos de “executivo” ou “financeiro” e tentam a atender à demanda de profissionais de diferentes áreas. O número maior de cursos, no entanto, requer cautela dos interessados em estudar.

Segundo o presidente da Associação Brasileira das Instituições de Pós-Graduação (ABIPG), Marcelo Saraceni, a escolha do melhor MBA deve ser feita com base no conhecimento sobre a universidade que o aluno pretende estudar. “É uma modalidade que está crescendo muito e é importante avaliar quais selos a instituição tem, para não fazer um curso que não seja tão proveitoso”, considera.

A gerente de Orientação de Carreira do Grupo DMRH, Bruna Tokunaga Dias, lembra que as MBAs seguem a tendência dos demais cursos. “Cresceram as opções, como ocorreu com os cursos de graduação. Hoje, há mais especificidade”, diz. Ela ressalta que, para garantir ganhos, é preciso esforços individuais. “O título pelo título não é símbolo de algo. O profissional precisa se esforçar para mostrar que tem mais conhecimento para conseguir aumento, por exemplo”, afirma.

O MBA, contudo, é considerado pela especialista uma boa opção para quem quer mudar de área. “Pode servir para planejar negócios na nova carreira, adquirir conhecimentos e garantir uma rede de relacionamentos que pode ajudar nos primeiros trabalhos”, conclui.

FIPECAFI

A Fipecafi sabe bem da importância que um curso de MBA traz para o profissional, e por isso oferece cursos de pós-graduação nas áreas de Contabilidade, Auditoria, Controladoria, Atuária, Mercado de Capitais e Finanças.

Saiba mais na página de MBAs da Fipecafi!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>